REPESCAGEM MOSTRA DE CINEMAS AFRICANOS

Mostra de Cinemas Africanos traz 20 filmes do continente negro a Salvador

Muitos inéditos no Brasil e todos exibidos pela primeira vez na Bahia, filmes apresentam a diversidade estética e narrativa da cinematografia africana banido no Quênia e ovacionado em Cannes, o longa “Rafiki” é um dos destaques da mostra.

Com curadoria de Ana Camila Esteves (Brasil) e Beatriz Leal Riesco (Espanha/ Estados Unidos), a Mostra de Cinemas Africanos acontece pela primeira vez em Salvador, de 22 a 28 de novembro, no Cinema do Museu do circuito Saladearte. Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). A mostra reúne 20 filmes de curta e de longa-metragem dos cinemas africanos contemporâneos, muitos inéditos no Brasil e que serão exibidos pela primeira vez na Bahia. Dirigidos por cineastas de países como Senegal, Sudão, África do Sul, Nigéria e Quênia, os filmes variam entre ficção e documentário. A programação conta também com cinco sessões comentadas por especialistas em cinema, África e temas afins à mostra. Chance rara de conhecer e discutir uma cinematografia vibrante e diversa em temáticas, paisagens e estéticas.

Programação:

SALADEARTE CINEMA DO MUSEU
Dia 29/11 (Quinta-feira) Dia 30/11 (Sexta-feira)
20h30 – Martha & Niki 20h30 – Supa Modo
Dia 01/12 (Sábado) Dia 02/12 (Domingo)
20h30 – Vaya 20h30 – Rafiki

 

Anúncios

Festival Varilux de Cinema Francês 2018

headVarilux2018

O Festival

A maratona de filmes franceses já tem data para começar. De 7 a 20 de junho, cerca de 60 cidades brasileiras recebem o Festival Varilux de Cinema Francês de 2018.

O evento, que no ano passado conquistou o ranking de maior festival francês do mundo, levou 180 mil pessoas aos cinemas apontando um crescimento de 15% em relação ao ano anterior. Em 2018 serão 20 longas-metragens da nova safra da cinematografia francesa e um clássico que será divulgado em breve.

A delegação artística estará presente este ano em Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro, entre os dias 4 e 9 de Junho.

Além da exibição dos filmes, as atividades paralelas contemplam:

  • Debates com os integrantes da delegação (atores e cineastas)
  • Ações e sessões educativas
  • Laboratório franco-brasileiro de roteiros, sob a coordenação de François Sauvagnargues, especialista de ficção e ex-diretor geral do FIPA, o Festival Internacional de Programação Audiovisual (Biarritz, França).

Produzido pela Bonfilm, o evento tem patrocínio principal da Varilux/Essilor, Ministério da Cultura por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e Secretaria Municipal de Cultura por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

Programação:

CINE PASEO 1
Dia 07/06 (Quinta-feira) Dia 08/06 (Sexta-feira)
11:00 – De Carona para o Amor 11:00 – A Excêntrica Família de Gaspard
13:00 – O Retorno do Herói 12:55 – O Último Suspiro
14:40 – A Busca do Chef 14:30 – A Noite Devorou o Mundo
16:15 – A Aparição 16:15 – Primavera em Casablanca
18:40 – Carnívoras 18:25 – O Poder de Diane
20:30 – Custódia 20:00 – O Amante Duplo
Dia 09/06 (Sábado) Dia 10/06 (Domingo)
11:00 – O Retorno do Herói 11:00 – A Raposa Má
12:40 – 50 São os Novos 30 12:30 – Primavera em Casablanca
14:25 – Nos Vemos no Paraíso 14:40 – O Poder de Diane
16:30 – Gauguin – Viagem ao Taiti 16:15 – Promessa ao Amanhecer
18:20 – Marvin 18:35 – Nos Vemos no Paraíso
20:25 – O Orgulho 20:40 – Troca de Rainhas
Dia 11/06 (Segunda-feira) Dia 12/06 (Terça-feira)
11:00 – O Poder de Diane 11:00 – Promessa ao Amanhecer
12:35 – Troca de Rainhas 13:20 – A Raposa Má
14:25 – Carnívoras 14:50 – O Poder de Diane
16:15 – O Último Suspiro 16:25 – Marvin
18:00 – A Aparição 18:30 – Custódia
20:25 – De Carona para o Amor 20:15 – 50 São Os Novos 30
Dia 13/06 (Quarta-feira)
11:00 – A Busca do Chef Ducasse
12:35 – Nos Vemos no Paraíso
14:40 – A Excêntrica Família de Gaspard
16:35 – Troca de Rainhas
18:25 – 50 São Os Novos 30
20:10 – A Noite Devorou o Mundo
CINEMA DA UFBA
Dia 07/06 (Quinta-feira) Dia 08/06 (Sexta-feira)
16:30 – O Último Suspiro 16:30 – Custódia
18:10 – A Excêntrica Família de Gaspard 18:15 – Carnívoras
20:05 – A Aparição 19:55 – O Orgulho
Dia 09/06 (Sábado) Dia 10/06 (Domingo)
16:30 – O Poder de Diane 10:00 – A Raposa Má
18:05 – De Carona para o Amor 16:30 – Promessa ao Amanhecer
20:00 – Promessa ao Amanhecer 18:50 – 50 São Os Novos 30
20:35 – O Amante Duplo
Dia 11/06 (Segunda-feira) Dia 12/06 (Terça-feira)
16:30 – Gauguin – Viagem ao Taiti 16:30 – Troca de Rainhas
18:20 – Nos Vemos no Paraíso 18:20 – A Aparição
20:25 – O Retorno do Herói 20:45 – A Noite Devorou o Mundo
Dia 13/06 (Quarta-feira)
16:30 – O Orgulho
18:15 – De Carona para o Amor
20:10 – Primavera em Casablanca

 

CinePapo – Inquietações Contemporâneas

CINE PAPO – INQUIETAÇÕES CONTEMPORÂNEAS
ENTRADA FRANCA

Ciclo de cinema em Salvador discute inquietações contemporâneas – O projeto CinePapo será realizado em cinco encontros, na Saladearte Cinema do Museu.

Uma sessão de cinema e conversa. Essa é a proposta do projeto “CinePapo – Inquietações Contemporâneas”, que acontece gratuitamente a partir do dia 30 de novembro, às 19 horas, na Saladearte Cinema do Museu, em Salvador. No total, serão realizados cinco encontros, um por mês, sempre numa quinta-feira, até abril de 2018.

A cada encontro, o público poderá conferir um filme seguido de um bate-papo. Após a sessão de cinema, dois convidados vão puxar a conversa sobre as diferentes inquietações apresentadas em cada filme. O primeiro encontro do projeto vai discutir “Loucuras discretas, famílias normais”, inquietação a partir do longa-metragem “É apenas o Fim do Mundo”, do premiado cineasta canadense Xavier Dolan. Também serão discutidos os temas “Questões de gênero” (em dezembro), “Disrupturas” (em janeiro), “Fantasias de amor e sexo” (em março) e “Saudade” (em abril).

O projeto tem a curadoria de Marcelo Sá, diretor de projetos do Circuito Saladearte, e conta com a participação dos convidados Marcelo Veras (psiquiatra e psicanalista), Marcela Antelo (psicanalista), Andrea Hortélio Fernandes (professora e psicanalista), Célia Fiamenghi (psicanalista), Cibele Prado Barbiere (psicanalista), Martín Mezza (psicanalista), Alfredo Jerusalinsky (professor e psicanalista), Claudio Carvalho (psicanalista e escritor), Victor Palomo (psiquiatra e escritor) e José Antonio Saja (professor).

30/11/17 14/12/17
Filme: É APENAS O FIM DO MUNDO Filme: EU, MAMÃE E OS MENINOS
Inquietação: Loucuras Discretas, Famílias Normais Inquietação: Questões de Gênero
Convidados: Marcelo Veras e Marcela Antelo Convidados: Célia Fiamenghi e Andrea H. Fernandes
25/01/18 05/04/18
Filme: RELATOS SELVAGENS Filme: KIKI -OS SEGREDOS DE DESEJO
Inquietação: Disrupturas Inquietação: Fantasias de Amor e Sexo
Convidados: Cibele P. Barbiere e Martín Mezza Convidados: Cláudio Carvalho e Alfredo Jerusalinsky
26/04/18
Filme: CENTRAL DO BRASIL
Inquietação:Saudade
Convidados: Saja e Victor Palomo

Festival Varilux de Cinema Francês 2017 – Cinema do Museu – ÚLTIMA SEMANA

head.jpg

O Festival

FESTIVAL VARILUX 2017 TRAZ OS MAIS RECENTES FILMES DE CATHERINE DENEUVE, GÉRARD DEPARDIEU, JULIETTE BINOCHE, MARION COTILLARD, GUILLAUME CANET E OMAR SY
O Festival Varilux de Cinema Francês segue em pleno crescimento e registra um recorde do evento no Brasil. A edição de 2017, entre os dias 7 e 21 de junho, chega a mais de 55 cidades, distribuídas em 21 estados e Distrito Federal. A programação deste ano é composta por 19 produções inéditas nos cinemas brasileiros, incluindo um documentário e um clássico. Os maiores astros do cinema francês estarão presentes na seleção: o público poderá conferir os mais recentes trabalhos de Catherine Deneuve, Gérard Depardieu, Juliette Binoche, Marion Cotillard, Guillaume Canet, Omar Sy e Cécile de France. Outro destaque é à última atuação da inesquecível Emmanuelle Riva, falecida em janeiro último, em “Perdidos em Paris”.

Sucesso de público em 2016, quando levou 156 mil pessoas aos cinemas, o festival repete o formato do ano passado com duas semanas de exibição. Produzido pela Bonfilm, o evento tem patrocínio principal da Varilux/Essilor, Ministério da Cultura através da Lei Federal de Incentivo à Cultura e Secretaria de Estado de Cultura, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro.

Programação SALADEARTE CINEMA DO MUSEU:

Dia 29 (Quinta-feira) Dia 30 (Sexta-feira)
15:45 – A Vida de uma Mulher 15:30 – Tal Mãe, Tal Filha
17:15 – Na Cama com Victoria
20:30 – Rodin 19:05 – Tour de France
20:50 – Coração e Alma
Dia 01 (Sábado) Dia 02 (Domingo)
13:00 – O Filho Uruguaio 13:00 – Na Cama com Victoria
14:50 – Coração e Alma 14:50 – Uma Agente Muito Louca
16:40 – A Viagem de Fanny 16:45 – Amanhã
18:25 – O Reencontro 18:55 – Perdidos em Paris
20:35 – Rock’n Roll – Por Trás da Fama 20:30 – Duas Garotas Românticas
Dia 03 (Segunda-feira) Dia 04 (Terça-feira)
15:45 – Rodin 17:05 – Um Instante de Amor
18:05 – Duas Garotas Românticas 19:15 – Tal Mãe, Tal Filha
20:30 – O Reencontro 21:00 – Na Vertical
Dia 05 (Quarta-feira)
15:30 – Perdidos em Paris
17:05 – Na Cama com Victoria
18:55 – Coração e Alma
20:45 – Frantz

Festival Varilux de Cinema Francês 2017 – Cinema do Museu

head.jpg

O Festival

FESTIVAL VARILUX 2017 TRAZ OS MAIS RECENTES FILMES DE CATHERINE DENEUVE, GÉRARD DEPARDIEU, JULIETTE BINOCHE, MARION COTILLARD, GUILLAUME CANET E OMAR SY
O Festival Varilux de Cinema Francês segue em pleno crescimento e registra um recorde do evento no Brasil. A edição de 2017, entre os dias 7 e 21 de junho, chega a mais de 55 cidades, distribuídas em 21 estados e Distrito Federal. A programação deste ano é composta por 19 produções inéditas nos cinemas brasileiros, incluindo um documentário e um clássico. Os maiores astros do cinema francês estarão presentes na seleção: o público poderá conferir os mais recentes trabalhos de Catherine Deneuve, Gérard Depardieu, Juliette Binoche, Marion Cotillard, Guillaume Canet, Omar Sy e Cécile de France. Outro destaque é à última atuação da inesquecível Emmanuelle Riva, falecida em janeiro último, em “Perdidos em Paris”.

Sucesso de público em 2016, quando levou 156 mil pessoas aos cinemas, o festival repete o formato do ano passado com duas semanas de exibição. Produzido pela Bonfilm, o evento tem patrocínio principal da Varilux/Essilor, Ministério da Cultura através da Lei Federal de Incentivo à Cultura e Secretaria de Estado de Cultura, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro.

Programação SALADEARTE CINEMA DO MUSEU:

Dia 22 (Quinta-feira) Dia 23 (Sexta-feira)
13:00 – Uma Agente Muito Louca 13:00 – Uma Agente Muito Louca
14:55 – Coração e Alma 14:55 – O Filho Uruguaio
16:45 – A Vida de uma Mulher 16:45 – Frantz
18:55 – A Viagem de Fanny ATENÇÃO:
Devido aos festejos juninos, não haverá as últimas sessões.
20:40 – O Reencontro
Dia 24 (Sábado) Dia 25 (Domingo)
13:00 – Uma Agente Muito Louca 13:00 – Frantz
14:55 – Amanhã 15:05 – Tal Mãe, Tal Filha
17:05 – Tour de France 16:50 – Perdidos em Paris
18:50 – Duas Garotas Românticas 18:25 – Rodin
21:05 – Tal Mãe, Tal Filha 20:35 – A Vida de uma Mulher
Dia 26 (Segunda-feira) Dia 27 (Terça-feira)
15:30 – Amanhã 15:30 – Perdidos em Paris
17:40 – Tour de France 17:05 – A Viagem de Fanny
19:25 – Perdidos em Paris 18:50 – Na Cama com Victoria
21:00 – O Filho Uruguaio 20:40 – Frantz
Dia 28 (Quarta-feira)
15:45 – Rodin
18:05 – Rock’n Roll: Por Trás da Fama
20:30 – O Reencontro

Festival Varilux de Cinema Francês 2017

head.jpg

O Festival

FESTIVAL VARILUX 2017 TRAZ OS MAIS RECENTES FILMES DE CATHERINE DENEUVE, GÉRARD DEPARDIEU, JULIETTE BINOCHE, MARION COTILLARD, GUILLAUME CANET E OMAR SY
O Festival Varilux de Cinema Francês segue em pleno crescimento e registra um recorde do evento no Brasil. A edição de 2017, entre os dias 7 e 21 de junho, chega a mais de 55 cidades, distribuídas em 21 estados e Distrito Federal. A programação deste ano é composta por 19 produções inéditas nos cinemas brasileiros, incluindo um documentário e um clássico. Os maiores astros do cinema francês estarão presentes na seleção: o público poderá conferir os mais recentes trabalhos de Catherine Deneuve, Gérard Depardieu, Juliette Binoche, Marion Cotillard, Guillaume Canet, Omar Sy e Cécile de France. Outro destaque é à última atuação da inesquecível Emmanuelle Riva, falecida em janeiro último, em “Perdidos em Paris”.

Sucesso de público em 2016, quando levou 156 mil pessoas aos cinemas, o festival repete o formato do ano passado com duas semanas de exibição. Produzido pela Bonfilm, o evento tem patrocínio principal da Varilux/Essilor, Ministério da Cultura através da Lei Federal de Incentivo à Cultura e Secretaria de Estado de Cultura, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro.

Programação:

Dia 15 (Quinta-feira) Dia 16 (Sexta-feira)
10:30 – Um Instante de Amor 10:30 – Rodin
12:45 – Tour de France 12:40 – Um Instante de Amor
14:35 – Coração e Alma 14:50 – Um Perfil para Dois
16:30 – Frantz 16:40 – Uma Família de Dois
18:40 – A Vida de uma Mulher 18:45 – Na Cama com Victoria
20:55 – Uma Agente Muito Louca 20:35 – Tal Mãe, Tal Filha
Dia 17 (Sábado) Dia 18 (Domingo)
10:30 – Duas Garotas Românticas 10:30 – A Vida de uma Mulher
12:45 – A Viagem de Fanny 12:40 – Amanhã
14:30 – Rock’n Roll: Por Trás da Fama 14:50 – Coração e Alma
16:45 – Um Instante de Amor 16:40 – Rodin
18:55 – Perdidos em Paris 18:50 – Tour de France
20:30 – Uma Família de Dois 20:35 – O Reencontro
Dia 19 (Segunda-feira) Dia 20 (Terça-feira)
10:30 – Uma Agente Muito Louca 10:30 – Rock’n Roll: Por Trás da Fama
12:30 – Tal Mãe, Tal Filha 12:50 – A Viagem de Fanny
14:20 – Na Vertical 14:40 – Uma Família de Dois
16:15 – A Vida de uma Mulher 16:50 – Amanhã
18:30 – O Filho Uruguaio 19:05 – Um Perfil para Dois
20:25 – Rodin 21:00 – Na Vertical
Dia 21 (Quarta-feira)
10:30 – Amanhã
12:40 – O Reencontro
14:55 – Duas Garotas Românticas
17:15 – Tour de France
19:05 – Na Vertical
21:00 – Na Cama com Victoria

Festival Varilux 2017

head.jpg

O Festival

FESTIVAL VARILUX 2017 TRAZ OS MAIS RECENTES FILMES DE CATHERINE DENEUVE, GÉRARD DEPARDIEU, JULIETTE BINOCHE, MARION COTILLARD, GUILLAUME CANET E OMAR SY
O Festival Varilux de Cinema Francês segue em pleno crescimento e registra um recorde do evento no Brasil. A edição de 2017, entre os dias 7 e 21 de junho, chega a mais de 55 cidades, distribuídas em 21 estados e Distrito Federal. A programação deste ano é composta por 19 produções inéditas nos cinemas brasileiros, incluindo um documentário e um clássico. Os maiores astros do cinema francês estarão presentes na seleção: o público poderá conferir os mais recentes trabalhos de Catherine Deneuve, Gérard Depardieu, Juliette Binoche, Marion Cotillard, Guillaume Canet, Omar Sy e Cécile de France. Outro destaque é à última atuação da inesquecível Emmanuelle Riva, falecida em janeiro último, em “Perdidos em Paris”.

Sucesso de público em 2016, quando levou 156 mil pessoas aos cinemas, o festival repete o formato do ano passado com duas semanas de exibição. Produzido pela Bonfilm, o evento tem patrocínio principal da Varilux/Essilor, Ministério da Cultura através da Lei Federal de Incentivo à Cultura e Secretaria de Estado de Cultura, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro.

Programação:

Dia 08 (Quinta-feira) Dia 09 (Sexta-feira)
10:30 – O Filho Uruguaio 10:30 – Coração e Alma
12:25 – A Vida de uma Mulher 12:20 – A Viagem de Fanny
14:40 – Tal Mãe, Tal Filha 14:05 – Amanhã
16:30 – Rodin 16:15 – O Reencontro
18:45 – Perdidos em Paris 18:25 – Rock’n Roll: Por Trás da Fama
20:25 – Frantz 20:40 – Rodin
Dia 10 (Sábado) Dia 11 (Domingo)
10:30 – O Reencontro 10:30 – A Viagem de Fanny
12:40 – Tour de France 12:20 – Tal Mãe, Tal Filha
14:25 – Na Cama com Victoria 14:10 – A Vida de uma Mulher
16:20 – Duas Garotas Românticas 16:25 – Tour de France
18:40 – Frantz 18:15 – Um Instante de Amor
20:45 – Uma Família de Dois 20:30 – Rock’n Roll: Por Trás da Fama
Dia 12 (Segunda-feira) Dia 13 (Terça-feira)
10:30 – Perdidos em Paris 10:30 – Uma Família de Dois
12:15 – Uma Agente Muito Louca 12:45 – Um Perfil para Dois
14:20 – Frantz 14:45 – Uma Agente Muito Louca
16:35 – Na Cama com Victoria 16:50 – O Filho Uruguaio
18:35 – Coração e Alma 18:50 – Perdidos em Paris
20:35 – O Filho Uruguaio 20:35 – Na Vertical
Dia 14 (Quarta-feira)
10:30 – Tour de France
12:35 – Perdidos em Paris
14:10 – Um Perfil para Dois
16:05 – Rock’n Roll: Por Trás da Fama
18:25 – O Reencontro
20:40 – Um Instante de Amor

Festival Varilux de Cinema Francês 2017 – Programação – 08/06 (Quinta-feira)

filhoUruguaioO Filho Uruguaio (Une Vie Ailleurs)

De Olivier Peyon. Com Isabelle Carré, Ramzy Bedia. França, 2016. Há quatro anos, o filho de Sylvie, Felipe, foi sequestrado pelo pai, Pablo, logo após do divórcio do casal. Decepcionada com a polícia francesa, que rastreou ou dois, mas deixou ambos escaparem novamente, ela decide assumir o caso e fazer justiça com as próprias mãos.

Saladearte Cine Paseo – 10h30

—————————————————————————————————————

vidaUmaMulherA Vida de Uma Mulher (Une vie)

De Stéphane Brizé. Com Judith Chemla. França, 2016. Jeanne volta para casa após completar os estudos e passa a ajudar os zelosos pais nas tarefas do campo. Certo dia o visconde Julien de Lamare aparece nas redondezas e logo conquista o coração da jovem, que, encantada, com ele se casa e vai morar. Conforme o tempo avança Julien se mostra infiel, avarento e nada companheiro, o que vai minando a alegria de viver da antes esperançosa Jeanne.

Saladearte Cine Paseo – 12h25

—————————————————————————————————————

talMaeTalFilhaTal Mãe, Tal Filha (Telle mère, telle fille)

De Noémie Saglio. Com Juliette Binoche, Camille Cottin, Lambert Wilson. França, 2017. Inseparáveis, Avril e sua mãe Mado não podiam ser mais diferentes. Avril, 30 anos, é casada, assalariada e organizada, ao contrário da mãe, eterna adolescente despreocupada e louca que vive sustentada pela filha desde seu divórcio. Mas quando as duas mulheres se veem grávidas ao mesmo tempo e sob o mesmo teto, o embate é inevitável. Pois se Mado, em plena crise juvenil não está pronta para ser avó, Avril tem muita dificuldade em imaginar sua mãe… uma mãe!

Saladearte Cine Paseo – 14h40

—————————————————————————————————————

rodinRodin (Rodin)

De Jacques Doillon. Com Vincent Lindon. França, 2017. Em 1880, o escultor Auguste Rodin já é bastante conhecido, mas nunca conseguiu nenhuma encomenda do Estado. Esta oportunidade chega aos 40 anos de idade, com a escultura “A porta do inferno”. Enquanto trabalha, ao lado da esposa Rose Beuret, apaixona-se pela aluna Camille Claudel, sua aprendiz mais talentosa, que se torna sua amante. Quando este relacionamento escondido acaba, Rodin muda radicalmente a forma de seus trabalhos. 01h59.

Saladearte Cine Paseo – 16:30

—————————————————————————————————————

perdidosParisPerdidos em Paris (Paris pieds nus)

De Fiona Gordon, Dominique Abel. Com Fiona Gordon, Emmanuelle Riva. França, 2017. Fiona, bibliotecária de uma pequena cidade canadense, recebe uma aflita e angustiada carta de sua tia Marta, uma senhora de 93 anos, que vive sozinha em Paris. Sem pestanejar, Fiona embarca no primeiro avião rumo à capital francesa apenas para descobrir que Martha desapareceu. Em uma verdadeira avalanche de desastres inexplicáveis, Fiona conhece Dom, um sem-teto egoísta e sedutor, que não vai deixá-la seguir sozinha em sua busca. Um conto divertido e cativante sobre três pessoas peculiares perdidas em Paris.  01h23.

Saladearte Cine Paseo – 18:45

—————————————————————————————————————

frantzFrantz (Frantz)

De François Ozon. Com Pierre Niney, Paula Beer. França, 2017. Em uma pequena cidade alemã após a Primeira Guerra Mundial, Anna visita diariamente o túmulo de seu noivo Frantz, morto em batalha na França. Um dia, um jovem francês, Adrien, também deixa flores no túmulo. A presença dele logo após a derrota alemã inicia paixões. 01h53.

Saladearte Cine Paseo – 18:45

—————————————————————————————————————

MOSTRA DE CINEMAS AFRICANOS – MARTHA & NIKI

MARTHA & NIKI

De Tora Mårtens. Suécia, 2016. Martha Nabwire deixou Uganda e passou a viver na Suécia com a mãe e a irmã aos 13 anos. Niki Tsappos, nascida na Etiópia, foi adotada por uma família sueca e passou também a viver no país. Juntas, elas venceram a maior competição de hip hop da Suécia e em 2010 foram disputar a final mundial da maior competição internacional de dança de rua, realizada em Paris. O documentário registra seu amor pela dança, uma pela outra e a amizade posta à prova. Um filme sobre desejos, anseios e sobre encontrar o caminho certo na vida. 1:33.

Porque assistir:
Para além de apresentar uma narrativa dinâmica, urbana e inspiradora, o documentário parte do amor de Martha e Niki pela dança para discutir questões relacionadas à identidade africana na condição diaspórica das duas dançarinas. Será exibido pela primeira vez no Brasil na programação da Mostra de Cinemas Africanos.

Saladearte Cinema do Museu:

23/11 (Sexta-feira) – 20h30

29/11 (Quinta-feira) – 20h30

MOSTRA DE CINEMAS AFRICANOS – SOLTE A VOZ (OUVRIR LA VOIX )

SOLTE A VOZ

De Amandine Gay. França, 2017.  Solte a voz é um documentário sobre mulheres negras da história colonial europeia na África e nas Antilhas. O longa reúne vozes de 24 mulheres de origem africana, entre cidadãs, ativistas, engenheiras e pesquisadoras, que falam sobre suas identidades enquanto mulheres negras vivendo na França. Os depoimentos focam na discussão das interseções entre discriminação, arte, pluralidade de vidas e a necessidade de se apropriar das narrativas de si. 2:02.

Porque assistir:
“Solte a voz” é um manifesto pela voz, presença e potência da mulher negra diante do racismo e do machismo. Nada escapa aos sensíveis depoimentos destas mulheres que, vivendo na França, a todo momento são lembradas de suas existências enquanto mulheres e negras: infância, relacionamentos, estudos, trabalho, auto estima – depoimentos que em muito se relacionam com ser mulher negra no Brasil. O filme será exibido pela primeira vez em Salvador na programação da Mostra de Cinemas Africanos.

Saladearte Cinema do Museu:

28/11 (Quarta-feira) – 18h30

*Bate-papo pós-sessão: Representatividade feminina negra: desdobramentos entre África e Brasil

 

MOSTRA DE CINEMAS AFRICANOS – NO RITMO DO ANTONOV (BEATS OF THE ANTONOV )

NO RITMO DO ANTONOV

De Hajooj Kuka. Sudão/África do Sul, 2014. O filme nos leva ao mundo dos agricultores, pastores e rebeldes das regiões do Nilo Azul e dos Montes Nuba, no Sudão, onde eles continuam cuidando da terra e dos animais, e respeitando sua cultura tradicional, apesar dos bombardeios do governo e da guerra civil. Tradicionalmente, a música faz parte do cotidiano dessas regiões, mas agora tem um novo papel em uma sociedade ferida pela a guerra e seus refugiados. 1:08.

Porque assistir:
Segundo o próprio diretor, o filme não é sobre um conflito no Sudão, mas sobre como nenhum país nos dias de hoje consegue responder às questões que envolvem a identidade dos indivíduos no planeta. A partir de um conflito local, o longa incita discussões sobre nosso lugar no mundo, e sobre como expressões culturais como a música se tornam linguagem de resistência. Premiado em diversos festivais pelo mundo, será exibido pela primeira vez no Brasil na programação da Mostra de Cinemas Africanos.

Saladearte Cinema do Museu:

23/11 (Sexta-feira) – 18h30

*Bate-papo pós-sessão: Estéticas da (r)existência em regiões de conflitos

MOSTRA DE CINEMAS AFRICANOS – VAYA

VAYA

De Akin Omotoso. África do Sul, 2016. Um trem chega a Joanesburgo vindo de KwaZulu-Natal com três passageiros: Zanele, uma jovem bailarina que deseja se consolidar como artista; Nhlanhla, um menino do interior que visita um primo que lhe promete trabalho, e Nkulu, que viajou à cidade grande para buscar o cadáver do pai. Baseadas em histórias reais, as experiências na cidade grande dessas personagens as obrigam a repensar suas atitudes diante da vida e das pessoas. 1:55.

Porque assistir:
“Vaya” é um excelente representante do cinema sul-africano contemporâneo. Flertando com algumas convenções do cinema de gênero, o longa é um drama sensível e ao mesmo tempo perturbador, ambientado no submundo da maior cidade da África do Sul, Joanesburgo. Tem destaque a direção de fotografia, premiada em diversos festivais. Será exibido pela primeira vez no Brasil na programação da Mostra de Cinemas Africanos.

Saladearte Cinema do Museu:

25/11 (Domingo) – 18h30

01/12 (Sábado) – 20h30

 

MOSTRA DE CINEMAS AFRICANOS – SUPA MODO

SUPA MODO

De Likarion Wainaina. Quênia/Alemanha, 2018. Jo, uma garota de nove anos que tem uma doença terminal, é levada de volta à sua vila rural de origem para viver seus últimos dias. Seu único conforto nesse momento difícil é sonhar em ser uma superheroína, mas sua condição de saúde não permite. A família de Jo e a comunidade local tentam tornar seu sonho possível. 1:14.

Porque assistir:
Fugindo dos clichês de “filme de doentes terminais”, “Supa Modo” comove pela doçura, humor e simplicidade de uma história para todas as idades. Estreou no Festival de Berlim 2018 e desde então tem sido exibido em diversos festivais pelo mundo. O longa foi escolhido para representar o Quênia na disputa pela indicação de melhor filme estrangeiro nos Oscar 2019. Será exibido pela primeira vez no Brasil na programação da Mostra de Cinemas Africanos.

Saladearte Cinema do Museu:

24/11 (Sábado) – 20h30

26/11 (Segunda-feira) – 18h30

30/11 (Sexta-feira) – 20h30

MOSTRA DE CINEMAS AFRICANOS – WALLAY

WALLAY

De Berni Goldblat. França, Burkina Faso, Qatar, 2017. Ady, um menino de 13 anos, não escuta mais seu pai, que o cria sozinho no sul da França. O pai decide, então, confiar Ady ao seu tio Amadou no período de férias de verão, em uma região rural de Burkina Faso, seu país de origem. Lá, aos 13 anos de idade, ele deve-se tornar um homem, mas convencido de que está só de férias, Ady entende as coisas de maneira diferente. 01h24.

Porque assistir:
O conflito entre tradição e modernidade, tão caro às diversas narrativas dos cinemas africanos, encontra em “Wallay” uma abordagem contemporânea, leve e divertida. Através da experiência de Ady é possível sensibilizar-se para as questões de cultura e identidade que persistem no indivíduo africano em diáspora no mundo inteiro.

Saladearte Cinema do Museu:

22/11 (Quinta-feira) – 20h40