CINEMEMÓRIA 64 – 27 de março a 02 de abril de 2014

CINEMEMORIA 64 - CARTAZ FINAL

 

 

 

Na semana em que completa 50 anos do golpe que instaurou a ditadura civil-militar no Brasil, o Circuito Saladearte realiza uma mostra de filmes recordando o episódio e promovendo a reflexão e conscientização sobre o autoritarismo. O Cinememória 64 acontece de 27 de março a 2 de abril de 2014 e exibe na mostra principal sete filmes, alguns deles inéditos. A programação reúne ainda Sessão Bate-papo com diretor, Sessão Especial e Sessão Homenagem.

Serviço

O quê: Cinememória 64, mostra de filmes sobre a ditadura civil-militar

Quando: De 27 de março (quinta-feira) a 2 de abril (quarta-feira), sempre às 18h30

Onde: Saladearte Cinema da UFBA (Vale do Canela)

Quanto: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Estudantes, professores e funcionários da UFBA pagam R$ 4 por sessão.

 

Programação

Em Busca de Iara (2013)

De Flávio Frederico. BRA, 2013. 1:30. Documentário. Livre. Através de uma investigação pessoal de sua sobrinha, Mariana, o filme resgata a vida da guerrilheira Iara Iavelberg. Apesar de ter uma situação financeira confortável, ela decidiu abandonar a família e investir na luta armada durante a ditadura militar. Vivendo uma rotina de sequestros e ações armadas, era a companheira do ex-capitão Carlos Lamarca, tornando-se um dos alvos mais cobiçados da repressão. O filme desmonta a versão oficial do regime, que atribui sua morte, em 1971, a um suicídio.

Porque assistir: Menção Honrosa (Documentário de Longa-metragem) no Festival É Tudo Verdade 2013 – 18º Festival Internacional de Documentários.

Quinta (27), Saladearte Cinema da UFBA, às 18h30 + bate-papo com o diretor Flavio Frederico e a roteirista Mariana Pamplona

Trailer:

_____________________________________________________________________________________________________

Os Dias com Ele (2013)

De Maria Clara Escobar. BRA,2014. 1:50. Documentário. Livre. Uma jovem cineasta mergulha no passado quase desconhecido de seu pai. As descobertas e frustrações de acessar a memória de um homem e de uma parte da história que são raramente expostos. Ele, um intelectual brasileiro, preso e torturado durante a ditadura militar não fala sobre isso desde aquele tempo. Ela, uma filha em busca de sua identidade.

Porque assistir: Recebeu três prêmios na 16ª Mostra de Cinema de Tiradentes (Prêmio da Crítica, Prêmio do Júri Jovem e Prêmio do Itamaraty). O filme foi realizado através do Programa Histórias que Ficam, da Fundação CNS.

Sexta (28), às 18h30, na Saladearte Cinema da UFBA

Trailer

_____________________________________________________________________________________________________

O Prólogo (2013)

De Gabriel F. Marinho. BRA, 2013. O Prólogo discute o uso da propaganda política através do cinema e da televisão na década de 1960 e desvenda a cultura dos antigos curtas-metragens que passavam antes das sessões de cinema no Brasil. A partir do depoimento dos profissionais envolvidos e de imagens de arquivo, o documentário conta a história dos cinejornais feitos naquela época, a maioria encomendada pelo Instituto de Pesquisa e Estudos Sociais, o IPES, instituição atuante cuja finalidade era integrar os diversos movimentos sociais de direita para que pudessem “deter o avanço do comunismo soviético no Ocidente”.

Porque assistir: O filme foi exibido no Festival Internacional de Cinema de Arquivo (Recine), no Arquivo Nacional do Rio de Janeiro, em novembro de 2013, mas ainda é inédito no cinema. Nesse festival, ganhou o prêmio de melhor longa-metragem. O filme foi realizado através do Programa Histórias que Ficam, da Fundação CNS.

Sábado (29), às 18h30, na Saladearte Cinema da UFBA 

Trailer:

_____________________________________________________________________________________________________

Cabra Marcado para Morrer 

De Eduardo Coutinho. BRA, 1985. 2:00. Documentário. Livre. O filme originariamente era uma produção de 1964, com o mesmo diretor, que foi interrompida pelo Golpe Militar. Vinte anos depois, foram reunidos os mesmos técnicos, locais e personagens reais para contar a sua história. O tema principal do filme passa a ser a trajetória de cada um dos personagens que, por meio de lembranças e imagens do passado, evocam o drama de uma família de camponeses durante os longos anos do regime militar.

Porque asistir: Recebeu, no total, 12 prêmios, entre eles, Melhor Documentário no VI Festival do Novo Cinema Latino-americano 1984 (Havana/Cuba) e Grande Prêmio no Festival de Cine Realidade 1985 (Paris/França).

Domingo (30), às 18:30, na Saladearte Cinema da UFBA  – Sessão Homenagem

Trailer:

_____________________________________________________________________________________________________

Sinais de Cinza, A Peleja de Olney Contra o Dragão da Maldade (2013)

De Henrique Dantas. BRA, 2013. Documentário. Livre. O filme procura dar a dimensão da importância do cinema de Olney São Paulo e dos absurdos cometidos pela ditadura militar na vida desse cineasta. Caboclo e sertanejo, Olney tinha a ideia de mudar o mundo a partir do seu cinema revolucionário e morreu em um longo processo de tortura como vítima de sua corajosa postura.

Porque assistir: O filme foi exibido na 8ª Mostra de Cinema de Ouro Preto e no Festival do Rio 2013.

Segunda (31), às 18:30, na Saladearte Cinema da UFBA – Sessão Especial com a presença do diretor Henrique Dantas. 

Trailer:

_____________________________________________________________________________________________________

Verdade 12.528 (2013)

De Paula Sacchetta e Peu Robles. BRA, 2013. 55min. Documentário. Livre. A recém-instaurada Comissão da Verdade surgiu para buscar algumas respostas sobre o período da ditadura militar no Brasil. Paralelamente a ela, percebemos a necessidade de um registro desse processo, e sobretudo das expectativas em relação a ela. Afinal, que precisa ainda ser descoberto e o que deve ser dito?

Porque assistir: Foi exibido em 2013 na 37ª Mostra Internacional de São Paulo.

Terça (01), às 18h30, na Saladearte Cinema da UFBA + bate-papo com Othon Jambeiro e Marcelino Galo sobre a Comissão da Verdade na Bahia.

Trailer:

_____________________________________________________________________________________________________

Uma Longa Viagem 

De Lucia Murat. BRA, 2012. 1:40. Documentário. Livre. O documentário revela a história de três irmãos, tendo como fio condutor a trajetória do mais novo, que viaja para Londres em 1969, enviado pela família para que não participasse da luta armada contra a ditadura no Brasil, seguindo os passos da irmã, que acabou tornando-se presa política. Misturando depoimentos e memórias dos irmãos com nove anos passados no exterior pelo caçula, o filme detalha cartas e também entrevistas com ele, que chegou a ser internado em instituições psiquiátricas.

Porque assistir: Prêmios de Melhor Filme, Melhor Ator, Melhor Direção de Arte, Prêmio do Júri Popular e Prêmio Estudantil no Festival de Gramado; Prêmio da Crítica no Festival de Paulínia; Prêmio do Público no Festival de Málaga.

Quarta (02), às 18h30, na Saladearte Cinema da UFBA 

Trailer:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s