Em outubro Salvador conta com maratona cinematográfica

marcafestival

A 6ª Edição do Festival Internacional Cinema de Salvador, promovido pelo Grupo Saladearte com patrocínio da Vivo e apoio do BNB e do Shopping Iguatemi, este ano tem como tema Vivo Lab: Cinema e Mídias Móveis. De 8 a 22 de outubro, a programação ocupa cinco espaços do Circuito – Cinema do Museu, Cinema da UFBA, Cine ViVO, Cinema do MAM e Cine XIV – com mostras temáticas de filmes, oficinas, mesas redondas e sessões especiais.

O Festival Internacional de Cinema de Salvador é uma jornada cultural de cinema e vídeo realizada anualmente, tendo a missão de trazer ao público baiano um vasto painel do cinema feito hoje no mundo, sem perder de vista a cinematografia nacional. Este ano, o Festival exibirá cerca de 100 filmes, divididos em mostras temáticas, com produções de mais de 15 países. Entre as atrações confirmadas, Che 2 – A Guerrilha, de Steven Soderbergh, e o documentário A Margem da Linha, cuja exibição contará com a presença da diretora Gisella Callas.

Ao longo de sua trajetória, o Festival vem se firmando como um importante evento cinematográfico para Salvador, uma vez que traz novas e antigas produções do cinema mundial, muitas ainda inéditas nos circuitos comerciais da cidade, além de reunir artistas e profissionais da Sétima Arte para intercâmbio com agentes locais do segmento.

O Festival Internacional Cinema de Salvador conta com apoio do Governo do Estado através do Fazcultura.

Mídias Móveis

Este ano, o Festival incorpora a Mostra Vivo Arte MOV. –  uma retrospectiva do Festival Internacional de Arte em Mídias Móveis, que acontece anulmente desde 2006, em Belo Horizonte (MG).  O enfoque do evento é a utilização consciente das mídias móveis para fins de construção de experiências de compartilhamento de conhecimento, acesso à informação, criatividade e arte. As mostras audiovisuais, em suas várias vertentes e formatos, cumprem o papel informativo e ilustrativo de como essas questões têm sido percebidas na sociedade e pelos artistas. Por sua vez, os trabalhos expositivos fazem reverberar tais questões em traduções simbólicas e subjetivas.

Durante o Festival, além das exibições, acontece uma mostra especial de videoclipes baianos, uma amostra do que vem por aí no projeto Possíveis Sexualidades e a programação paralela traz discussões sobre crítica cinematográfica, cinema digital, videoclipes, entre outros temas ligados à área. O público contará também com dois workshops, um focando o Vivo Arte.Mov e uma incubadora de roteiros, na qual um especialista convidado irá prestar consultoria a oito curtas baianos.

Acompanhe por aqui as novidades da programação e cobertura do Festival.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s